quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Consciência Negra em Curitiba

Para quem vai ou está em Curitiba, segue uma dica para a semana da Consciência Negra:
Semana da Cultura Negra no Guairinha com entrada franca

O espetáculo “Pixaim” abre “A Semana da Cultural Negra”, que acontece de 16 a 22 deste mês no Guairinha. A peça, tem inicio às 20h30 e faz parte do projeto “Mukondo”. São histórias do cotidiano de pessoas comuns, com diferentes crenças e em diferentes situações, porém, todas essas histórias possuem um fator comum: elas trazem para o centro da cena ficcional aqueles que a sociedade quer “invisibilizar”.

Pixaim traz no elenco: Simone Magalhães, Cássia Damasceno, Cássia Gomes, Adriano Carvalhaes e Marcel Szymanski. O projeto de montagem, direção, produção e pesquisa são de Isidoro Diniz.Direção e Dramaturgia: Rafael Camargo. Direção Executiva e Captação de Recursos: Regina Vogue Direção de Arte (figurino, cenário e adereços): Áldice Lopes. Direção Musical e Designer Gráfico (trilha sonora, sonoplastia e execução): Ricardo Verocai.

No dia 20 às 15h, é a vez do Festival do Samba. Batuque da melhor qualidade. No dia 21 às 21h30 o Kundun Balé faz sua apresentação. No dia 22 tem dois espetáculos, o primeiro às 16h com Ka-Naombo apresentando o espetáculo Branca de Neve, que traz ao palco uma crítica às imposições de beleza, ao preconceito, ao racismo notado nas histórias infantis. Procura mostrar como a sociedade ao optar pela valorização de um padrão de beleza destrói a auto-estima de outros grupos étnicos. Autoras: Mirian Venâncio e Vera Paixão. Figurinos: Janyne Duarte. Percussão: Thiago Martins, Ricardo Guindani. Músico: Thiago Martins. Coreógrafos: Vera Paixão, Demerval Silva, Laremi Paixão, Adelina Barcelos, Dirolei Aparecido, Leandro Magalhães. Direção de espetáculo: Mirian Venâncio. Direção geral: Vera Paixão.

A segunda atração será às 17h com uma peça teatral do Grupo Ginga, que encerra o evento. A peça relata a luta, saga e coragem daqueles que enfrentam suas frustrações. Tendo como cenário um quilombo, que nada mais justo representando o abrigo, como base de forças para superações e descobertas do real e imaginário. Direção Geral e coreográfica: Adilto J. de Paulo. Texto: Dayane Paixão.

O Teatro Guairinha fica na XV de Novembro, s/nº, Curitiba – Paraná.

Nenhum comentário:

Postar um comentário