quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Bob Marley faria 64 anos hoje

Ele falava dos problemas dos pobres e dos oprimidos como poucos. Falava não: cantava. O som conscientizador do reggae music de Robert Nesta Marley, ou simplismente Bob Marley, percorreu o mundo e o tornou o maior divulgador da cultura rastafari. Paz, amor, igualdade, valores humanos, compreensão. São muitas as bandeiras que Marley empunhou durante sua permanência entre nós. Bandeiras de cores tão límpidas e fortes, retratadas nas letras de suas musicas ou em frases ditas em entrevistas, entre amigos, nos shows...Bob era o Mather Luther King da música: "Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos haverá guerra", dizia. Marley não morreu. Apesar de vivermos em um mundo repleto de ódio, conflitos e de arrogância, sua mensagem de paz ainda está entre nós.

"É melhor atirar-se à luta em busca de dias melhores, mesmo correndo o risco de perder tudo, do que permanecer estático, como os pobres de espírito, que não lutam, mas também não vencem, que não conhecem a dor da derrota, nem a glória de ressurgir dos escombros. Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra não agradecem a Deus por terem vivido, mas desculpam-se perante Ele, por terem apenas passado pela vida". (Bob Marley)


Nenhum comentário:

Postar um comentário