sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Jackson no Pandeiro

A força da música do paraibano Jackson do Pandeiro é imortal. Considerado o maior ritmista da música brasileira, sua história reforçou a influência negra na música nordestina. O som de seu pandeiro mágico encantou músicos de várias gerações. E os sons do pandeiro de Jackson ecoam até hoje, até em outras tendências do universo artístico . Magy Imoberdorf, artista plástica, inspirou-se na figura do artista para criar uma obra de arte que integra uma exposição coletiva de artistas, denominada TUPYEXX-Mulder III. Os sete artistas plásticos mostram na Mônica Filgueiras Galeria de Arte trabalhos idealizados a partir de um material inusitado: o pergaminho. No trabalho de Magy, o rosto de Jackson do Pandeiro aparece no centro de um pandeiro, onde o couro dá lugar a uma folha de pergaminho.




Serviço


Monica Filgueiras Galeria de Arte


R. Bela Cintra 1533. Tel (11) 3082-5292


2ª a 6ª, das 10h30 às 19h30


Sábados das 10h30 às 15h


Até dia 21 de fevereiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário